A influência do intervalo entre séries no número de repetições e na sobrecarga do treinamento de força

Rodrigo Sudatti Delevatti, Márcio André Reis Renz, Leonardo Mendonça Pilar Silveira

Resumo


Objetivo: Comparar o número de repetições e a sobrecarga no exercício supino entre duas sessões de treinamento diferindo na duração do intervalo recuperativo (1 vs 2 min). Métodos: Vinte homens saudáveis, entre 18 e 45 anos, treinados em força, realizaram duas sessões experimentais, sendo ambas compostas de quatro séries no exercício supino, diferindo em relação ao intervalo recuperativo entre séries (1 min vs 2 min). As sessões foram realizadas com uma semana de intervalo entre elas, sendo a ordem de realização randomizada. Analizou-se o número de repetições nas diferentes séries e sessões e a sobrecarga total das diferentes sessões. A comparação intra e entre sessões nas diferentes séries foi realizada pela Análise de Variância de dois fatores, com post-hoc de Bonferroni. O número total de repetições e a sobrecarga total das diferentes sessões foram comparados pelo teste t pareado, adotando-se um α = 0,05. Resultados: Na sessão com 2 minutos de intervalo, o número de repetições foi reduzido apenas na quarta série, enquanto na sessão com 1 minuto de intervalo, houve redução neste parâmetro a partir da terceira série. O número total de repetições e a sobrecarga também diferiram entre as sessões. Conclusão: A utilização do intervalo de 2 minutos parece mais eficiente na manutenção do número de repetições ao longo das séries, resultando em uma maior sobrecarga

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15600/2238-1244/sr.v18n49p67-76

ISSN Eletrônico: 2238-1244