Motivação para prática do pole dance como atividade física por mulheres

Veronica Volski Mattes, Elis Regina Lopes, Thiago Emanuel Medeiros

Resumo


O presente estudo teve como objetivo avaliar fatores motivacionais para a prática de pole dance em mulheres. Fizeram parte da pesquisa trinta mulheres, com idade média de 31 anos. Como instrumentos foram utilizados um questionário socioeconômico e a validação em português do Exercise Motivations Inventory (EMI-2). Para a análise dos dados, usou-se estatística descritiva (média e desvio padrão). Os resultados evidenciaram que houve maior importância para as dimensões motivacionais "condicionamento físico", "diversão e bem-estar" e "controle de estresse". Em menor destaque apareceu a dimensão "reconhecimento social". Embora haja poucos estudos que discutem a prática de pole dance como exercício físico, conclui-se que, para a amostra pesquisada, a motivação para a prática de pole dance tem sido importante para a manutenção da saúde e condicionamento físico.


Palavras-chave


motivação; mulheres; exercício; psicologia do esporte

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15600/2238-1244/sr.v18n49p93-101

ISSN Eletrônico: 2238-1244