Aspectos epidemiológicos, clínicos, diagnósticos e de tratamento da Coccidioidomicose: artigo de revisão

Pedro Henrique Freire Carvalho, Rillary Maria de Sousa Carvalho, Maria Clara Carvalho, Maria Auxiliadora Silva Oliveira

Resumo


Introdução: A coccidioidomicose é uma infecção fúngica adquirida pela inalação. Apesar de grande parcela ser assintomática, se manifesta principalmente como infecção respiratória. 

Objetivo: Identificar os aspectos epidemiológicos, clínicos, diagnósticos e de tratamento da Coccidioidomicose através de uma revisão sistemática entre os anos de 2015 e 2020.

Materiais e métodos: Foi realizado uma revisão sistemática e integrativa no PubMed e SciELO. Na pesquisa avançada foram utilizados os termos “Coccidioidomicose” e “Coccidioides”. Os artigos foram lidos e compilados em tabelas de acordo com as variáveis definidas.

Resultados: No PubMed foram encontrados 1.611 artigos, após aplicação dos critérios de inclusão foram elegidos 72 artigos desta plataforma. Destes, após leitura do título e resumo, foram excluídos 55, restando assim 17 artigos para leitura completa. Na base de dados SciELO foram obtidos 04 resultados, sendo excluído 3 artigos. Diante dos resultados obtidos, foram elegidos 18 artigos para compilação da revisão de literatura.

Conclusão: O nordeste brasileiro é uma região endêmica dessa micose devido a presença de solos semiáridos. Existe um subdiagnóstico pela falta de conhecimento da doença, assim como métodos ineficazes de detecção. O tratamento da fase aguda costuma ser hospitalar com anfotericina B, itraconazol e fluconazol.

 

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15600/2238-1244/sr.v22e2204

ISSN Eletrônico: 2238-1244